Intolerância Alimentar

intolerancia
Intolerância Alimentar (também conhecida como alergia tardia, hipersensibilidade alimentar ou alergia tipo III) consiste em reações não tóxicas, as quais podem ser causadas por alimentos (proteínas) reconhecidos como estranhos pelo organismo levando a reações mediadas principalmente por IgG. Mais de 80 % das reações imunológicas tem sua origem no intestino que garantem uma barreira quase intransponível contra bactérias, vírus e outros agentes patogênicos. Esses alimentos ou  substâncias e/ou fragmentos de proteínas (macromoleculas), inflamam a mucosa intestinal, aumentam a permeabilidade,  caem na circulação e são reconhecidos pelo sistema imunológico como elementos estranhos e agressores. São combatidos pelo sistema imunológico, formando imunocomplexos (Ag-Ac) , que se não forem neutralizados ou fagocitados,  serão depositados em orgão ou tecidos levando a processos inflamatorios e revelando  sinais e sintomas. A literatura médica mundial, para o assunto, descreve mais de 150 sinais e sintomas associados à incompatibilidade, hipersensibilidade ou intolerância alimentar. Com este processo instalado dizemos que o paciente é intolerante ao determinado alimento. Excluindo o alimento da dieta por certo tempo ( minimo 90 dias), tratando a mucosa intestinal e recompondo a microflora intestinal o alimento poderá ser reintroduzido à rotina do indivíduo observando sempre a frequência e quantidade.