Vitamina D pode ajudar a prevenir contágio pelo coronavírus?
Diversos estudos científicos ao longo do tempo já revelaram que a vitamina D oferece proteção contra doenças respiratórias e fortalece o sistema imunológico. Portanto, ter níveis saudáveis do nutriente no corpo é importante. Uma revisão recente com mais de 11 mil pessoas de vários países mostrou que a suplementação com o nutriente diminui o risco de infecções respiratórias agudas tanto naqueles com deficiência da vitamina quanto naqueles com níveis adequados. E, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a deficiência da substância pode afetar a imunidade, pois ela desempenha um papel de imunomodulação, aumentando as defesas das mucosas. Vitamina D e coronavírus Recentemente, vem sendo divulgado um estudo da Universidade de Turim, na Itália, que revelou que o nutriente pode ajudar no tratamento e até na prevenção da COVID-19, por meio da análise do nível da vitamina em pacientes afetados. Entretanto, segundo o Ministério da Saúde brasileiro, ainda não há comprovação dos efeitos da vitamina na prevenção do vírus. “Até o momento, não há nenhum medicamento específico ou vacina que possa prevenir a infecção pelo novo coronavírus”, explica o órgão. Apesar dos suplementos de vitamina D também já terem demonstrado reduzir a mortalidade em adultos mais velhos, a Sociedade Brasileira de Infectologia também negou evidências de que a substância auxilia em algo quando se trata do novo coronavírus. Ainda não há cura para a doença e nenhuma outra medida preventiva pode ser tomada além do distanciamento social e práticas de higiene adequadas, como lavar as mãos e cobrir o nariz ao espirrar ou tossir. Além disso, é importante ficar atento porque tomar grandes doses de vitaminas e minerais isolados também pode ser perigoso. A vitamina D, por exemplo, não é metabolizada de forma eficiente sem níveis de magnésio adequado. Por isso, em altas doses, pode ser tóxica. Deficiência de vitamina D . Falta de vitamina D causa problemas físicos e cognitivos . Vitamina D tem relação com mortalidade por doenças cardiovasculares . Baixos níveis de vitamina D estão relacionados com diabetes tipo 1 FONTE
Compartilhar:

0 Comments

Get In Touch

Contact form submitted!
We will be in touch soon.

Sobre a Intolerância Alimentar

Disponibilizamos o acesso a informações que poderão auxiliá-lo no entendimento sobre reações adversas a alimentos, como hipersensibilidade ou intolerância alimentar imunomediada.
Atualmente cerca de 45% da população sofre com sintomas relacionados à intolerância alimentar e tal assunto é pouco discutido. Quando identificada ( a intolerância alimentar), o tratamento pode melhorar a qualidade de vida e bem estar do ser humano consideravelmente.

Error: Access Token is not valid or has expired. Feed will not update.
This error message is only visible to WordPress admins

There's an issue with the Instagram Access Token that you are using. Please obtain a new Access Token on the plugin's Settings page.
If you continue to have an issue with your Access Token then please see this FAQ for more information.

Encontre-nos no Facebook

BY ASTERISCO - Todos os direitos reservados

Fale Conosco pela Cris
Fale Conosco pelo WhatsApp